Início »

Ramadão

Vinham confiantes, soberbos
No valor do seu plantel
Toda uma esquadra “infiel”
Em gritarias e berros!

Que tinham muito poder
Na sua gestão das guerras
Várias frentes, várias terras
Pr’a conquistar com saber!

E chegados nesse encanto
Em Portucale acamparam!
Por isso a Allah rezaram
Nesse sagrado manto!

Queriam um Marco, um sinal
Uma orientação divina
Uma arbitragem cristalina
Qu’os deixasse na final!

E Allah compreensivo
Por essa horda suplicante
Bem enviou um aspirante
A ir a Meca ou ao castigo!

Pois sentind’as vagas cristãs
Que desenfreadas volviam
Que nisto já se benziam!?
Soldados, Califas e Imãs!

E aí a soberba amainou
Depois do choque da luta!
Ah, foi uma bela disputa…
A guerra ainda não acabou!

E salvos no gongo da sorte
O Imã de cabelo branco
Suou as estopinhas d’espanto
Ao ver de tão perto a morte!

E no regresso à Mesquita
A fé estava vacilante!
O Imã no seu turbante
Já se questiona da conquista…

Será que vai suceder
Tudo com’o ano passado?
Que c’o tudo quase conquistado
No final só restou o haver?

O Imã faz o chamamento
É hora pois, d’ir rezar!
A horda volt’a titubear
Virá por lá outro advento?

E reza-se com mais convicção
A devoção é total e séria!?
A época quer-se de total glória
E qu’acabe o Ramadão!…

4 Dirhams = 1 Vintém
4 Dirhams = 1 Vintém
Anúncios

1 Comentário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: