Início »

Hulk!

Eras o meu Super-Herói
O favorito da Marvel
Por isso tanto me dói
Ver-te vestido noutra pele

Ainda qu’essa seja azul
Como o teu grande coração
Serás sempre o nosso cônsul
Na tua cor, a nossa nação!

Azul e branca, a tua!
Por isso foste profissional
Marcaste, és uma gazua!
Vales esse dinheiro brutal!

60 milhões, dito e escrito!
Nesse relatório de contas
O Witsel, o mesmo “guito”
Mas não em somas redondas!

E nisto falhaste um penalti
O Helton conhece-te bem!
E soltou-se o disparate…
Na TVI? Vindo de quem…

É um elogio que questionem
O teu grande profissionalismo
Se não fosses tu, ainda ontem…
O Porto levava outro caminho!

Mas ando triste c’oa vaga
Não noto crença, qualidade
Sem extremos, sem uma “zaga”
Que nos dê outra verticalidade!?

Tudo está (ainda) em aberto…
Mas tu marcaste a diferença
Tal qual com’o Roberto!?
Não se compar’a potência!

Fizeste a diferença no Porto
Como hoje em São Petersburgo
Quem acredita que outro
Pudesse vincar tal “abuso”?

És o maior Super-Herói!
Nada te supera em força
Nem esse Thor, te destrói
E é um Deus que t’acossa!

Por isso os martirizas
No teu coração sempre nobre!
Verde, mas d’azul simbolizas
A tua invicta do norte!

E ainda qu’a Gazprom
Recrute os heróis do planeta
Nunca terá esse dom
De ter um herói de caderneta!

Cuja maior identidade
Esteja nesse escudo da cidade
Que lhe deu notoriedade
Nesse clube da liberdade!

O campeão da democracia
Tal qual esses Vingadores!
Eram da Marvel, a mais-valia
Na luta contr’os opressores!

Por isso Hulk, és dos nossos!
Por mais equipas que ocupes
O Porto está-te nos ossos…
És profissional, não te culpes!

E quem duvida do qu’eras
Os das montagens dos túneis
Talvez hoje, te lavrem sinceras
Crónicas! Que tempos úteis!

Dantes eras um selvagem
Um criminoso violento!
Levavas sempre vantagem!
Um vilão, nesse momento…

E até o puritano
Trajado de Sr. Juiz
Queria dar-te um ano…
Por comportamentos vis!…

São uns hipócritas de cor
Fingem que não a têm
Do vermelho, sentem amor…
No azul, já s’abstêm!

E se lá vêm um verde
Trajado de azul e branco
Ficam-lhe com uma sede
Suspendendo-o, portanto!

E assim ganham campeonatos!
Rejubilados em glória!
E ainda se dizem sensatos…
Por festejarem vitória!

Por isso és muito grande
Maior que outros tempos!
Hulk, não há vilão que te mande
Renegar os teus sentimentos!

E se pensam que podem
Equiparar-te a uma besta
Só no caudilho s’escondem
Pr’a te condenar à cabeça…

Mas tu bem demonstraste
Qu’um herói morre de pé!
Nessa luz que apagaste
Nessa vingança, por fé!!!

E os cães bem podem latir
Que tudo conquistas a eito
Na tua força, o resistir
A tudo, por esse feito!

E nisso és imortal!
És um Deus do nosso panteão!
Que por lá estarás, “animal”
Hulk, a força desse Dragão!

O incrível!

O incrível!

Anúncios

1 Comentário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: